Nutricionista dá dicas de como não engordar durante o inverno

 

Com a redução da mobilidade social por causa da pandemia de Covid-19 e o friozinho típico do inverno, é comum que o relacionamento com a balança esteja um pouco comprometido. Com a oferta de comidas gordurosas e açucaradas típicas da estação e a falta de energia para se exercitar, fica difícil não ganhar alguns quilos durante o período.

Para quem quer emagrecer ou manter o peso, a nutricionista Lais Argolo, do Centro Terapêutico Máximo Ravenna, ensina que a principal dica é fracionar as refeições, respeitando o organismo. Mas, se a rotina apertar, a melhor ideia é estabelecer horários fixos para se alimentar. O objetivo é evitar comer sem necessidade.

“Evite muitos lanches ao longo do dia. O hábito de beliscar ou sempre ter um docinho na boca é tentador, principalmente em dias frios, para acompanhar o cafezinho, mas é um perigo para o seu metabolismo”, explica. Comer muitas vezes mantém a glicemia alta, causando mais fome e, em consequência, mais comida ingerida.

Lais também alerta para a importância de manter o consumo de líquidos alto durante o inverno — com o tempo frio, a tendência é tomar menos água e optar por bebidas quentes, que podem ser calóricas. “Na falta de água, confundimos os sinais cerebrais da sede com fome, o que leva ao maior consumo alimentar. Por isso, dê preferência ao consumo de chás aromáticos com ervas e especiarias para aguçar o sabor”, ressalta.

Outras dicas são optar por tomar chá de casca de abacaxi com canela ou gengibre, de limão com hortelã, laranja com canela ou anis estrelado, polpa de maracujá com canela, limão siciliano com cardamomo ou capim santo com camomila.

 Também é importante ficar de olho no prato: uma alimentação rica em vegetais, frutas, legumes e proteínas magras e de fácil absorção. O corpo bem nutrido funciona melhor e tem maior saciedade. A nutricionista recomenda cortar alimentos ricos em gordura saturada, como industrializados e frituras, e lutar contra a preguiça, mantendo uma rotina de atividade física de pelo menos 150 minutos por semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *